sexta-feira, 20 de junho de 2008

O descaso com o evetual!

Bem amigos que acompanham este blog!
É, hoje foi um dia em que eu fiquei nervoso, a ponto de chorar.
O que houve?
Leitor, vou explicar!
Vcs sabem que eu leciono como professor eventual em uma escola da rede pública de são paulo, pois então, esta escola para mim foi uma verdadeira casa que me recebeu muito bem, e por causa disso, faço questão de dizer o quão maravilhosa ela é,e principalmente agradecer aos amigos que fiz lá!
Nesta escola, fui aprovado com o meu trabalho, e por isso sempre me chamaram, a ponto de pedirem que eu fique no lugar dos professores entram de licença, cujas aulas voltaram já que ninguém pegou na atribuição na DE.
Fui incumbido de ficar no lugar de uma professora muito querida e prestativa, dei as aulas e prossegui com a matéria como ela me instruiu, marquei até a prova, e explicava os conteúdos que eu passava.
Só que os professores da rede pública de são paulo, optaram por fazer greve. Ao meu ver a greve é legitima apenas no quesito de melhorar o salário e condições de trabalho como exemplo a melhoria na estrutura da escola, com computadores novos, televisores, data-show, e outras coisas. Mas os decretos que dizem que "professores não efetivos (ACT) deverão todo ano fazer uma avaliação para saber se eles estão aptos a lecionarem", isso sim eu concordo com o Estado, porque tem muito professor que não sabe explicar matéria e não tem competência nenhuma de ensinar, isso eu afirmo, pois fui aluno e sei o quanto sofri por ter professores assim. Agora se o professor é bom, este sim, terá a capacidade e maestria de ser aprovado nesta avaliação. E Também acho que o Estado deve premiar os professores que conseguem ensinar e fazerem os alunos aprenderem, isso se chama meritocrácia, ou seja, os excelentes profissionais serão premiados com melhores salários, incentivando o professor a melhorar a sua aula, isso já ocorre em escolas da Europa, EUA e Japão, por isso o ensino lá é desenvolvido.
Agora, nesta sexta-feira, ao chegar na escola, fui abordado por alunas, que vieram me dizer que a inspetora disse que eu não poderia dar aula. Como assim? Eu avisei os alunos na quinta-feira, que eu iria dar aula no outro dia, e ainda a coordenação não disse nada e passou o recado as salas que eu não tinha aderido a greve. Quando fui perguntar para a Inspetora, esta disse ter tentado me avisar, mas não conseguiu...não conseguiu? Espera lá! Eu tenho 2 telefones que ficam ligados 24hrs! Alguém me ligou? Ninguém....meu celular nem ligação perdida registrou.
Conclusão, fui até a direção da escola, mas lá, a vice direção disse que eu não poderia dar aula. Como não posso? As salas vieram em peso. A vice direção então na sala de aula, perante os alunos, disse de maneira grosseira que eu não poderia dar aula e ponto, que seu quisesse que fosse conversar com a direção.
De fato conversei mesmo, e espero um pedido de desculpas, pois em nenhum momento fui deselegante com esta pessoa que ocupa o cargo de vice direção na escola.
Mas o que deixa-me triste, é que os alunos, estes foram os prejudicados. A escola falhou em comunicar-me, e falhou por não ter um profissional na vice direção que me explicasse o motivo de eu estar impedido, pois nem isso, tal profissional teve a capacidade. Falta humildade e competência em certas pessoas.
De fato, cometi muitos erros, pois não sou perfeito, mas ninguém poderá me acusar de não cumprir com a minha função! Porque eu dou aula, eu ensino! Faço de tudo! Passo madrugadas em claro preparando aula, elaborando situações para lecionar. E em contra-partida, recebo desaforos de pessoas que só por estarem em um cargo elevado, abusam do poder dele.
De fato, houve um desrespeito sim, e ainda mais por eu ser eventual!
Bem, leitor, espero que compreenda!
Enquanto não houver humildade nas pessoas, essas pessoas serão frustradas, e incapazes de terem amigos.
Abraços

4 comentários:

Felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
leandro disse...

Caro amigo Denis, a vida é mesmo truculenta, mas há sempre e bela a poesia!

Felipe disse...

É complicado! Mas espero que tudo se resolva, pois uma pessoa tão competente e prestativa, que sempre esta envolvida com as ações da escola, não pode ser impedido de substituir uma professora que está de licença. O que é mais lamentável é que muitas vezes quando faltam professores, a escola encarrega de mandar professores incapacitados a dar aula,com tantos professores competentes. Realmente, foi desprezível o que fizeram, eu ja devo até imaginar só pela arrogância da vice-diretora.
Mas não desanime e bola pra frente, pense que você tem toda uma carreira pela frente, e que muitas situações constrangedoras ainda apareceram, e que devemos enfrentar com cabeça erguida, só assim podemos enfrentar os nossos problemas que nos aflige em nosso dia-a-dia!

Até ++

brent disse...

Existem momentos que dá vontade de jogar tudo para o alto. É nessas horas que devemos respirar fundo e meditar sobre o nosso objetivo de vida, nossos ideais. Pensar no futuro, pensar amplo.
Como eu gostaria de aprender fazer isso, rs.