quinta-feira, 16 de julho de 2009

Eu esperei ansiosamente por esta postagem, acredito ser o momento correto para falar sobre o assunto: deus.Eu nasci em família protestante e desde criança fui instruído em algumas lições cristãs. Lembro-me que na minha fase de criança, sempre me falavam assim "A Bíblia é sagrada e tudo o que está escrito nela é verdade". Acontece que eu recebia essa frase como uma verdade e não podia questioná-la jamais. Uma imposição.
Durante os meus 18 meses de vida, sofri um acidente de carro, que até hoje deixa uma cicatriz bem vísivel em minha testa. Eu não lembro nadica do acidente, entretanto, as pessoas ao meu redor que viram tudo o que ocorreu disseram que fui salvo por deus. Então, logo eu tinha que aceitar o poder divino sobre minha vida, pois deus me salvou da morte. Mas eu fico perguntando-me, por quê deus não salva também as pessoas que estão morando em países com guerras cívis? Por quê deus não salva as pessoas que passam fome? Por quê deus me salvou e não salvou outras pessoas que sofreram acidentes e que vieram a falecer? Por quê deus não salva a todos?
Se deus (o deus que me ensinaram, portanto, o cristão) ama a sua criação, por quê ele permite que ela sofra?
É aquela velha história, se você tem um filho, você o deixaria morrer de fome? Evidente, que você faria de tudo para dar o que de comer ao seu filho.
Você deixaria seu filho sofrer de dores terríveis? Logicamente não, você correria ao hospital para levá-lo aos médicos.
Aquilo que concebemos e criamos passa a ser uma parte de nós, e logo quando nossa criação sofre, fazemos de tudo para que ela não sofra, se fosse possível até prefiriamos sofrer no lugar da nossa criação, para que esta pudesse crescer com saúde, em paz e feliz.
Agora, por quê em certas regiões do nosso Brasil, vemos pessoas abandonas, passando fome, necessidade, sofrendo de dores? Até mesmo nas grandes cidades como São Paulo, você encontra pessoas nas periferias passando fome, não tendo dinheiro para comprar o remédio que ameniza a sua dor física.
Se deus nos criou, por quê ele permite que soframos? Por quê ele permite que existam diferenças sociais entre as pessoas, ou seja, pessoas que nascem ricas e com toda estrutura adequada ao seu desenvolvimento e outras pessoas que nascem pobres e nada possuem?
Por quê as pessoas brigam, se matam? Se deus existe e ama a sua criação, por quê ele permite que pessoas inocentes morram e pessoas corruptas e assassinas sobrevivam?

Por quê nos ensinam que ele, deus, nos ama de maneira igual e justa?
Se deus nos amasse de fato, não nos permitiria sofrer.
Não nos permitiria ficarmos enfermos.
Não permitira que a injustiça ocorrece conosco.

"Ah, mas isso é uma prova de deus que você tem que passar."

PORRA! SERÁ QUE NÃO EXISTE UMA JUSTIFICATIVA MAIS INTELIGENTE DO QUE ESSA BESTEIRA DE PROVA?

Não cola, isso em mim não cola!

O mais interessante é que cada religião tem seu próprio deus e suas próprias doutrinas.
Segundo o Cristianismo, aqueles que não conhecem a Cristo, ou não creem nele, são infiéis, são pessoas que serão lançados no lago de fogo, como está escrito em apocalipse.
Entretanto, do outro lado do mundo, muitas pessoas nunca ouviram falar de Cristo, e são pessoas de bem, pessoas honestas e bondosas. Você acha que elas mereciam ir ao inferno por quê não conhecem a Cristo?
O engraçado é que se você pegar todas as religiões, todas irão afirmar que o deus dela é o deus verdadeiro e salvador, e que o deus das outras é o falso. Portanto, uma religião anula a outra.
As pessoas acreditam naquilo que as convém. Portanto, sentem-se confortadas em acreditar que existe um deus que as receberá quando elas morrerem, pois ninguém sabe o que vai acontecer depois da morte, apesar de que eu desconfio de que nada vai acontecer mesmo.
A religião é uma droga, uma droga que aquieta as pessoas sobre perguntas doloras que ninguém até hoje conseguiu responder, até mesmo as próprias religiões.

"A religião é o ópio do povo"

Napoleão dizia que "a religião é aquilo que impede os pobres de matarem os ricos". Isso me faz lembrar os programas sensacionalistas do final da tarde, como o "Brasil Urgente" do Datena e o Programa do Ratinho, que adoram mostrar assassinatos, crimes que chocam, e outras coisas, e depois dizem aos telespectadores : "Pessoal, falta deus no coração dos homens, pois o homem crente em deus nunca comete um crime".....BINGO! A religião é uma invenção do homem dominante para intimidar a maioria a não se revoltar contra um sistema imposto, que lhe causa uma condição social precária.
Para mim se existisse um deus que amasse a toda sua criação, sempre iria fazer de tudo para que todos pudessem ter condições boas de vida, e não este mundo desigual, onde somos explorados, sofremos injustiças e enfermidades.
Portanto, quero afirmar que me tornei ateu por causa de deus. Sim, sou ateu graças a deus- este que nos ensinam e não existe, pois se existisse mesmo, o mundo seria bem diferente.
Existem muitas coisas a se discutir, eu só queria colocar isso. Em novas postagens prometo discutir mais este assunto.


"Se deus fez o homem a sua semelhança, logo sou deus?!"

4 comentários:

leandro disse...

Oi Denis, você lembra daquele texto de filosofia da ciência? Tinha um trecho muito bom, mas vou tentar lembrar só um pedacinho dele...

Se diante das enfermidades do mundo Deus não faz nada, ou ele é impotente e assim não é Deus, ou ele é mau, que contraria todo o seu idealismo.

Não era exatamente assim, mas gostaria de lembrar porque seu texto foi de encontro com as ideias do texto de filosofia de ciência.

Grande abraço!

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Giovani disse...

Você comentou que pessoas dizem "Pessoal, falta deus no coração dos homens, pois o homem crente em deus nunca comete um crime", ou básicamente isso.

Minha mãe diz que "O importante é ter Deus no coração".

Ora, estudos mostram que uma procentagem gigantesca de presidiários (assassinos, ladrões, assaltantes, sequestradores...) crêem no deus cristão, porém, para o espanto de pessoas que pensam como minha mãe, uma porcentagem muito pequena de presidiários são ateus em nosso país e até memso na América do Norte.

Onde quero chegar é que deus nunca traz nada de bom nas pesssoas, para complementar isso transcrevo um pensamento de Stever Wineburg, vendedor do Prêmio Nobel em física:

"A religião é um insulto a dignidade humana, sem ela Teríamos pessoas boas fazendo coisas boas, e pessoas más fazendo coisas más.
Mas para pessoas boas fazerem coisas más é necessário a religião.."

. disse...

voltando a comentar, apaguei o outro coment, pq ia postar outrop, e acabei que nem postei, enfim.
Não sei se sou ateu, mas estou de acordo com a maioria( senão todas) as idéias expressadas no texto. vc espõe bem as idéias, é isso.
parabéns