domingo, 1 de fevereiro de 2009

Islândia: um país de primeiro mundo!

Pois bem, vamos falar hoje sobre a Islândia, essa ilha que fica bem no meio da Dorsal Meso-Atlântica (uma enorme cordilheira que separa as placas tectônicas) é um país considerado europeu, mas geologicamente possui partes da América e da Europa.
Nessa atual crise financeira, a Islândia viu sua economia derreter, já que bancos e empresas perderam valor e faliram. Em um dia a bolsa islandesa se desvalorizou mais de 70%.
Entretanto, esse país tenta voltar ao normal, e vamos desejar sorte aos islandeses, que juntos somam um pouco mais de 300 mil habitantes.
Em sua política de combate a crise, o governo islandês escolheu pela primeira vez uma mulher para ocupar o cargo de primeira-ministra, com a finalidade de ver sua economia se reestruturar novamente.
A escolhida foi Jóhanna Sigurðardóttir, uma política islandesa de 66 anos, e homossexual assumida.

O que nos interessa aqui leitores?

A Islândia será o primeiro país no mundo a ser governado por uma pessoa homossexual assumida, e detalhe, a maioria dos islandeses a apoiam e acham que sua sexualidade não tem nada a ver com o seu profissionalismo. Sim, a Islândia é um país que tem o mérito de estar em primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).
Para se ter tal índice, a população tem que ter acesso a saúde de qualidade e principalmente uma educação excelente, porque quando instruímos bem as pessoas elas tendem a ser mais inteligentes, conscientes, educadas, informadas e menos propensas aos preconceitos.
Parabéns Islândia e sucessos na reestruturação de sua economia.
Abaixo vocês podem ver a foto de Jóhanna Sigurðardóttir.

5 comentários:

leandro disse...

Legal Denis. Antes pra mim Islândia era só gelo.

Amilton - www.interamil.net disse...

Olá!!! Tem um selo pra você lá no meu blog!
Passa lá.
Abs,
Amilton.

Daniel Donson disse...

Legal seu blog, principalmente os links referenciados. Parabéns!

Daniel Donson disse...

Bondade sua! hehehe... mas eu sempre gostei de escrever. A palavra é meu lugar no 'espaço', único lugar de descontração e repouso e fantasia... Mas você não fica em desmérito não. Muito legal o trecho da Islândia e você dá um tom simpático às palavras. Eu acho que mulheres tem grande sensibilidade para governar. Uma mulher homossexual deve ter extra-sensores para resolver os problemas de seu país, não é? Eu queria ter nascido em algum lugar da Polinésia, gosto muito daquilo que as pessoas nunca ouviram falar... kkkk Abraços!

Christian disse...

Conheci um pouco mais sobre a terra da Bjork! Gostei do texto...